segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Política, o mal do século

4

Não estou aqui para pedir voto para ninguém, nem mesmo para defender a candidata do atual governo Lula, Dilma Roussef, à presidência da República. Na verdade, creio que não são apresentados para o Brasil candidatos de verdade, contudo, no cenário atual, temos de um lado Dilma (PT) e de outro o Serra (PSDB). Algum dos dois será o próximo presidente da nossa república, com opção, ou sem opção, temos que exercer a nossa função de cidadão e votar! Quero apenas dizer alguns dos motivos pelos quais NENHUM Brasileiro deveria votar em nenhum candidato do PSDB, seja de SP ou de qualquer outro Estado (no caso, Anastasia em Minas).
Circulam na internet umas perguntas cretinas com relação ao governo Lula. Morro de rir. Por vários motivos, então vou citar alguns... Primeiro porque a política é corrupta, é ilusão ou ingenuidade demais achar que um governo será perfeito. Segundo porque todos nós estamos cansados de saber quem é o Serra, o Aécio e o PSDB (e sua corja). E para aqueles que pensam que eles são os bonzinhos da história, sugiro um pouco mais de leitura para melhorar o conhecimento sobre a política do nosso país. Rede Globo, veja, Istoé, mostram a verdade que eles querem que apareça, mas a realidade é bem outra... Comprar o que a mídia oferece é estar acomodado demais, ou achar que a mídia é um meio de comunicação de confiança! Não, não é! Tanta ingenuidade e baboseiras que eu escuto que chego a desacreditar que um dia, teremos uma condição, pelo menos razoável para aqueles que precisam de coisas que nem passam pela cabeça de alguns a qual escrevo.

Quem me conhece sabe como eu era “militante” do PSDB, talvez por não entender a construção do país, ou por não saber nada sobre política, ou por uma questão de influência familiar. Hoje, continuo sabendo pouco, mas o suficiente para encontrar algumas respostas que antes não tinha. A maturidade me fez compreender outras questões políticas.
Hoje, tiro o chapéu para o Lula, vamos ser sinceros, o cara segurou o Brasil numa das maiores crises mundiais, tirou milhares de pessoas da linha da pobreza, os miseráveis já tem o que comer numa porcentagem bem maior que há oito anos.

Uma das perguntas recorrentes contra o PT na internet é: “O senhor prometeu criar 10 milhões de empregos e chegará ao fim do mandato criando quatro milhões. Neste tempo, a renda da classe média caiu, e os empregos gerados se concentram na faixa de até 2 salários mínimos. A chamada distribuição de renda do seu governo não se faz à custa do empobrecimento dos menos pobres?”

Bem, eu ouso a responder essa pergunta..... Lula criou quase 9 milhões de novos postos de trabalho entre os anos de 2003 e 2009, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Emprego e Desemprego do Ministério do Trabalho). Não sei de onde vem essa informação de 4 milhões... Empregos de até dois salários mínimos, para quem não tinha nem um, acho que já é um bom passo, talvez não seja o ideal, mas com certeza é melhor que nada. Para quem não tem perspectiva alguma, dois salários mínimos pode trazer grandes e boa mudanças.
E sinceramente, sem hipocrisia, ''menos pobres'' (expressão utilizada na pergunta) significa NO MÍNIMO ''bem de vida'', “sem dificuldades”, “ricos”, “ricaços”... E se, para o Brasil conseguir uma distribuição de renda no mínimo digna para os POBRES, que assim seja, ''arrancando'' o couro dos grandalhões desse Brasil varonil.
Como pode um cidadão conseguir comprar de uma forma muito natural um vestido de festas por quase 5 mil reais e o outro não ter 5 mil para colocar o telhado de sua casa?
Sinceramente, eu não consigo dormir bem sabendo que existe essa diferença social tão arrasadora em nosso país.
Claro, a política sempre será ruim para um ou para outro, geralmente é para todos. Mas não há como governar para os ricos e para os pobres, como estou na segunda categoria, como a maioria dos Brasileiros, Lula lá, de novo... Como não tem jeito, vou de Dilma! E segura na mão de Deus que vai!

Os motivos? Poderia escrever milhões, mas temo pelo tamanho do e-mail que já está muito extenso para os mais ocupados que iram recebê-lo. Então, colocarei pontos claros e objetivos.


ATENÇÃO: não estou fazendo candidatura para ninguém e nem querendo convencer de nada, estou apenas mostrando uma realidade que talvez não chegue aos olhos de vocês.


• No piso, a era FHC chegou a praticar uma taxa Selic de 15,75%; no teto, os juros chegaram a espantosos 45,67%. Hoje, no governo Lula, a taxa está em 8,75%.
• Durante a era FHC, o crescimento médio do Brasil foi de 2,32% ao ano em comparação com um crescimento mundial médio de 3,53%. Durante os seis primeiros anos do governo Lula, o crescimento médio foi de 4,20%, enquanto que o crescimento mundial ficou em 4,38%.
• FHC recebeu o país com 38,8 bilhões de dólares de reservas e o entregou a Lula com 37,8 bilhões (100% emprestados pelo FMI e por Bill Clinton). Hoje, o Brasil tem 239,4 bilhões de dólares de reservas SUAS e o atual presidente deverá entregar o país ao sucessor com quase 300 bilhões em caixa.
• Entre 1995 e 1999, devido à teoria tucana de que o emprego com carteira assinada – o emprego de melhor qualidade – estaria com os dias contados, o Brasil perdeu 1,2 milhão de empregos. Só em 1998, perdemos 581 mil postos de trabalho. Nos oito anos de governo do PSDB, o Brasil criou míseros 797 mil empregos. Em sete anos de governo Lula, foram criados 8,7 milhões, ou seja, ONZE VEZES mais postos de trabalho com carteira assinada do que no governo anterior.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

NÃO ao fechamento das Agências Franqueadas dos Correios

9



Temos visto nas páginas de nossos jornais diversas notícias sobre a licitação das agências de Correios franqueadas e sobre o possível apagão postal que ameaça o país. Entendemos que se trata da ponta de uma geleira que trará conseqüências muito mais graves.
O edital de licitação, republicado em Minas Gerais na data de ontem 25/08/2010, prevê uma série de mudanças que, segundo os donos das agências, torna completamente inviável as atividades de suas empresas. Em virtude disso, tais empresários estão buscando há algum tempo um acordo com a diretoria dos Correios para evitar que sejam obrigados a fechar suas portas. Tentativas que, após a mudança do presidente do órgão, se tornaram inúteis.
E é em razão disso que escrevo. Sou funcionário de uma ACF, assim como outras cerca de 20 mil pessoas, em todo o território nacional.
O fechamento das agências franqueadas não trará um apagão postal, mas sim um verdadeiro blecaute dos serviços postais no país. Um caos nas atividades de recebimento e distribuição das mercadorias enviadas pela ECT. O plano de contingência do órgão, que prevê a abertura de 400 novas lojas e 3,3 mil guichês de atendimento é irrisório frente às mais de 1.400 agências que correm o risco de fecharem suas portas. Além do número insuficiente do tal plano de contingência, vale lembrar que a maior parte das atividades das franquias está além de seus balcões de atendimento, em atividades que os Correios não conseguem prestar aos clientes e que estes por sua vez não conseguem fazer. Esta simples visão panorâmica da situação já nos permite prever o colapso postal que se instalará no país após dia o 10/11/2010, data limite de atividade das agências franqueadas.
Mas isto ainda não é o mais grave. O mais grave da história é a demissão em massa que ocorrerá com o fechamento das franquias dos Correios, na qual mais de 20 mil famílias terão suas fontes de renda cortadas. Se considerarmos um núcleo familiar básico, com dois pais e dois filhos, teremos cerca de 80 mil pessoas atingidas diretamente pelo fechamento das ACFs. Claro, levando-se em conta somente os empregos formais. Se formos pensar nos empregos indiretos, estaremos falando de cerca de 50 mil trabalhadores. Tudo isso em termos nacionais. Em termos regionais temos entre 2 e 3 mil empregados formais em Minas Gerais, todos estes em estado de alerta perante a iminente perda de seus empregos.
Diante de tudo que aqui foi exposto, reforçado pelo fato de que dentro de 45 dias estaremos recebendo nossos avisos prévios, decidimos que não podemos ficar parados esperando que os patrões, na luta pelos seus interesses, salvem nossa pele.
Tão logo tomamos conhecimento da republicação do edital, decidimos nos mobilizar para lutar contra essa atitude cruel e maldosa, que prevê um plano de contingência para enganar a população sobre a verdadeira dimensão do problema que se aproxima e que castiga inapelavelmente uma massa de trabalhadores que em nenhum momento foi chamada a dar sua opinião.
Nesta sexta-feira, dia 27/08/2010, tentaremos falar com o ex-ministro das comunicações, Senador Hélio Costa, na tentativa de buscar um interlocutor que nos represente frente à diretoria dos Correios, tendo em vista uma solução para essa verdadeira demissão em massa que irá ocorrer, caso não haja uma mudança no direcionamento das negociações.
Na próxima semana, na segunda-feira, vamos fazer um movimento para chamar a atenção da população para um problema que a atinge diretamente, uma vez que todos nós somos consumidores de serviços postais, seja enviando objetos ou simplesmente recebendo nossas contas em nossos endereços.
Buscaremos novos interlocutores, novos movimentos, novos apelos, pois caminhamos em direção a um abismo e não podemos ficar sentados esperando a hora de cair.
Estou certo que posso contar com a sua atenção em relação a tudo que aqui foi dito e coloco-me à disposição, pelos meios listados abaixo, para quaisquer esclarecimentos que se façam necessários.

Atenciosamente,

Claudio Justo – Funcionário de Agência Franqueada de Correios
Membro da Comissão de Funcionários das Agências Franqueadas de Minas Gerais
Chefe de Família

E-mail: claudiojusto@yahoo.com.br e claudiohjusto@yahoo.es

NOTÍCIAS PUBLICADAS NA MÍDIA SOBRE A MANIFESTAÇÃO:
http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=92307,NOT&IdCanal=

http://www.heliopatrus15.com.br/2010/8/27/helio-intercedera-por-trabalhadores-dos-correios

terça-feira, 20 de julho de 2010

Mande notícias do mundo de lá....

2

Nossa, quanto tempo... E eu que disse que jamais abandonaria este filho... Que horror!
Mas arrependida retorno ao meu posto de blogueira... Não hoje, claro... Hoje passo apenas para dizer ue tudo será como antes, postarei com mais frequência!

Os dois últimos meses foram lotados de milhões de coisas para fazer... É o que chamamos de priordades! Mas senti falta do meu cantinho...

Amanhã escrevo mais, hoje estou bem cansada!


"Trago dentro do meu coração, Como num cofre que se não pode fechar de cheio, Todos os lugares onde estive, Todos os portos a que cheguei, Todas as paisagens que vi através de janelas ou vigias, Ou de tombadilhos, sonhando, E tudo isso, que é tanto, É POUCO PARA O QUE EU QUERO"

sexta-feira, 21 de maio de 2010

E a luta continua...

6

Os professores em Minas permanecem em greve...
Eu tenho até preguiça de contar tudo o que está se passando... O governo de Minas é uma vergonha e além disso mentiroso e hipócrita! Não tem vergonha na cara, triste pensar nos rumos que estamos tomando...

Como se não bastasse o desinteresse do governo, nos deparamos com o desprezo da população e dos alunos que não se informam devidamente e acreditam no que a TV Globo anuncia... Pessoas desinformadas... Uma pena o povo brasileiro não ter coragem de exigir tudo o que é obrigação do nosso governo...

Então, não gosto de postar música, mas esta do Legião diz tudo o que está engasgado na minha garganta... Postarei novamente o meu contra cheque...


Perfeição - Legião Urbana

Vamos celebrar
A estupidez humana
A estupidez de todas as nações
O meu país e sua corja
De assassinos
Covardes, estupradores
E ladrões...

Vamos celebrar
A estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso estado que não é nação...

Celebrar a juventude sem escolas
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião...

Vamos celebrar Eros e Thanatos
Persephone e Hades
Vamos celebrar nossa tristeza
Vamos celebrar nossa vaidade...

Vamos comemorar como idiotas
A cada Fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta
De hospitais...

Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras
E sequestros...

Nosso castelo
De cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda a hipocrisia
E toda a afetação
Todo roubo e toda indiferença
Vamos celebrar epidemias
É a festa da torcida campeã...

Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar o coração...

Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado
De absurdos gloriosos
Tudo que é gratuito e feio
Tudo o que é normal
Vamos cantar juntos
O hino nacional
A lágrima é verdadeira
Vamos celebrar nossa saudade
Comemorar a nossa solidão...

Vamos festejar a inveja
A intolerância
A incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer a nossa gente
Que trabalhou honestamente
A vida inteira
E agora não tem mais
Direito a nada...

Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta
De bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo isto
Com festa, velório e caixão
Tá tudo morto e enterrado agora
Já que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou
Essa canção...

Venha!
Meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
Só a verdade me liberta
Chega de maldade e ilusão
Venha!
O amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera
Nosso futuro recomeça
Venha!
Que o que vem é Perfeição!...

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Repúdio

7

Para quem não sabe, algumas Escolas Estaduais de Minas Gerais estão em greve a um mês. A reivindicação é a mesma, aumento salarial. Alguns podem pensar que esses protestos não têm cabimento (como pensa o nosso governo) ou que o professor ganha bem o suficiente, pois trabalha pouco!
Às vezes tenho vergonha de ser brasileira...

Eu vejo o professor como aquele capaz e capacitado para melhorar o futuro desse país, se é que isso é possível! Ando tão descrente...

O salário do professor do Estado de Minas Gerais é o 8º pior do Brasil (contando só o salário-base, é o 2º pior). O Estado de Alagoas paga o PISO de R$1.015,00 reais para o professor trabalhar 20h (belezura... estamos comparando Minas Gerais, um dos Estados mais ricos do país, com Alagoas, 20ª economia desse país).
Os governantes sempre usavam a Lei de Responsabilidade Fiscal como argumento para não aumentar o salário dos docentes. Engraçado que não vi a "Lei da Responsabilidade Fiscal" quando desembolsaram 1,2 bilhões para fazer as obras faraônicas aqui em BH... E para todo mundo, Minas Gerais tá uma beleza só, afinal a televisão repete isso sempre não é?...

Ser professor não é sacerdócio, é uma profissão. Todo profissional pede condições para se realizar naquilo que faz. Só que o nosso governo não deve saber disso...
Aliás, parece que os nossos governantes mineiros não sabem nem a diferença entre "piso" e "teto".
As propagandas do Governo de Minas insistem que o PISO salarial do professor é de R$935,00. É UMA MENTIRA! O nosso PISO salarial é de R$500,48 reais. O nosso TETO salarial é de R$935,00, e mesmo assim, nenhum professor que trabalhe em um cargo completo (como eu) recebe esse valor!!! (conferir o meu contracheque deste mês abaixo)

Sinceramente, amo a minha profissão, não sei fazer outra coisa e não me vejo fazendo outra coisa, porém está cada vez mais complicado ser professor. Eu tenho sonhos, gostaria de realizar coisas, possuir uma casa melhor, um carro (nem isso eu tenho), planejar filhos com o meu marido... Contudo, não sei como sonhar tendo um salário de R$750,00 reais mensais. As escolas estão ai em greve (a minha não aderiu), o Anastasia - filhote do Aécio - mandou cortar o ponto dos profissionais e colocar outros no lugar. A segunda reivindicação foi desconsiderada pela justiça, uma vitória e mérito do SindUTE.

Abaixo coloco um vídeo do sindUTE, onde mostramos a nossa causa e o meu contra cheque! Podem ver para crê!

Quem acompanha meu blog, se puder passar essa postagem para frente... Por favor, eu agradeço!








video

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Um sopro de morte

6

A vida é um leve sopro, só um sopro. Morrer é perder esse sopro, é deixar ele se esvair. Ele foge, sai, escapa. Não deve nem se perceber que ele está se esvaziando, aos poucos... Como um balão com um pequeno furo que chega murcho ao final da festa. Morrer não deve ser bom, nem deve ser ruim. Na verdade, morrer não deve ter sentido nenhum. Morrer deve ser algo no meio termo, justamente pela falta de entendimento do ato.
Soco na boca do estômago.
Corrida sem ponto de chegada.
Respiração tão ofegante que de repente para.
Da um tempo.
E não volta.
O sopro que Deus deu. O sopro que o próprio Deus tira, sem aviso, sem explicação. Morrer não deve doer. Morrer deve ser como perder o ar e não deve durar mais que um segundo.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Agressão verbal

10

Agressão verbal - homens x mulheres


Ela:


— Seu babaca escroto, animal filho da puta, ladrão,

salafrário, viciado , preguiçoso, vagabundo, corrupto,

pão duro, mau-caráter, sanguessuga, imbecil, cachaceiro,

mulherengo, chifrudo ordinário, idiota, bêbado, burro, inútil,

você é um resto de merda que não serve pra porra nenhuma,

seu maldito desgraçado imprestável do inferno ! ! !




Ele:

— Gorda!


(By Stefan)

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Paralisia

2

Trajava uma roupa toda preta com acessórios que realçavam a maquiagem carregada. Acenou para um táxi, estava cansada demais para ir embora de outra forma. Ao entrar indicou o caminho e ansiava a hora de chegar em casa, era aquele momento que tudo o que se pretende é água quente e sossego.

Com sua doce simpatia pediu ao taxista para acender um cigarro. Notando a sua angústia ele não negou, ainda tentou render algum assunto, mas claramente dispersa ela negou-se a conversar. O carro em alta velocidade pela avenida acompanhava a velocidade dos seus pensamentos. As luzes dos postes pareciam borrões que iluminavam pouquíssimo o seu rosto escondido pela penumbra do carro.

Lembrou do dia que conheceu o homem de pele macia, olhar doce e risada cativante, do primeiro beijo que dele ganhou. Arrepiou. O olhar que a fez despertar para o amor, para o primeiro amor, apesar de não estar motivada a amar. Quem sabe poderia ser diferente? Abraçou-lhe, sentiu frio bom na barriga. Algum tempo depois amou e há muito não sentia prazer daquela maneira. Naquele momento sentiu a sua alma ser levada para um lugar que só sabe quem já fez amor alguma vez na vida.

Agora se lembrava de alguns minutos atrás. O mesmo olhar que lhe convidou a amar, dizia que agora já não podia mais ser. Contorceu-se de dor. Engoliu seco o choro, levantou-se calmamente, sorriu - apesar da desgraça - e com os olhos úmidos não disse uma só palavra. Retirou da mão direita o anel dourado e delicadamente o pôs sobre a mesa. Retirou-se. Não sobraram palavras, não havia o que ser dito, era assim que tinha que ser.

Nem perceberá quando o carro parou e enfim escutou: “chegamos”. Retirou de sua bolsa de mão a quantia exata, pagou, despediu-se, agradeceu e saiu do carro buscando alguma resposta que lhe confortasse o coração. Sua cabeça estava estourando de dor e ao entrar pela porta da sala, desmontou-se no sofá. Retirou as botas pesadas e sentiu o chão frio regular os seus pés quentes. Olhou para o teto e uma lágrima desceu para limpar a sua maquiagem e sujar as suas maçãs rosadas. Ficou ali um tempo pequeno, logo se levantou, tirou toda a sua roupa. Abriu o chuveiro e quis a temperatura mais quente, foi aos poucos colocando cada parte do seu corpo em baixo da água quentíssima. Em pouco tempo o banheiro esfumaçou. Acariciava lentamente o seu corpo com o sabonete, sentia a água do chuveiro se misturar com a água que rolava dos seus olhos. Enrolou-se na toalha, sentou na beirada da cama e não conseguia parar de pensar. Daquela maneira adormeceu, lembrando que já havia morrido e matado muitas vezes por amor.

terça-feira, 13 de abril de 2010

Achada

9

Não... Eu não espero que tudo dê certo (sempre), um pouco até pelo contrário, gosto de me agarrar a poucas possibilidades. Revirando alguns papeis encontrei aquela carta que eu ia te enviar e não enviei. Nem me lembro porque, nem me lembro se tinha intenção de enviar. Às vezes escrevo assim, só pra ver como ia ficar. De qualquer forma a carta já bem marcada pelas dobras, falava de coisas que já nem me lembrava, e até acho bom, sinal que o tempo é mesmo tudo aquilo que falam. Aquela amizade que era tão bonita e que depois se tornou isso que é hoje, não merecia mesmo aquela carta, não merecia as letras garrafais que dizia: “amizade eterna” e “te amo de verdade”. A vida passa e o cheiro do passado arde às narinas, dia sim, dia não. O bom da vida é esse erro constante em que nos metemos, ou o acerto constante que não promove nada. Eu realmente não espero, ou espero por tanto tempo que já nem considero que seja uma real espera.

A carta que eu li, não representava de fato o passado, eu contive as palavras para não parecer dada ao sentimentalismo. Mas agora ela já não faz sentido, porque nem aquelas palavras contidas se aproximam da minha falta de sentimento atual. Hoje já não sinto nada e nem me faz falta. Depois de recordar bem e a lembrança retornar viva, pensei e tive certeza que nada daquilo que vivi era vida que devia ser vivida. Não era vida. A gente sente falta por querer sentir falta, mas se for analisar a realidade, não tem falta nenhuma. Pensando assim fica mais fácil viver. Tenho tentado descomplicar a vida, mas quando paro de rever os erros do passado, começo a temer pelos erros do futuro e nem seu bem se vivo ou se espero viver essa vida que é minha, só minha e que não há ninguém que se dê ao trabalho de entender. Quanto à carta eu rasguei e rasgarei também esses escritos que de nada servem. Nada que escrevo serve. Não serve para você, não serve para mim, até mesmo para escrever eu minto e minto tanto que não há verdade nenhuma em nada que se lê.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Pulseiras do sexo

5

Moda é algo inacreditável, consegue abalar as estruturas de qualquer ser. A ‘’bola da vez’’ são as pulseiras do sexo, pulseiras de silicone, coloridas e charmosas que escondem um terrível significado por trás de cada uma.

Cada pulseira possui um significado de acordo com suas cores, e o jogo funciona de seguinte forma: uma pessoa arrebenta a pulseira de outra, e o que determina a cor dessa pulseira, é o que deve “rolar” entre esses dois adolescentes (o que arrebentou e o que teve a pulseira arrebentada).

Na escola que dou aula, essas pulseiras foram proibidas pela diretora. Uma menina ‘’apanhou’’ na porta da escola por não querer transar com um menino que arrebentou a sua pulseira preta. Muito justo ser proibidas. Vi o significado dessas pulseiras na internet e é diferente dos significados que circulam nessa escola. Parece que esses significados são alterados e ficam cada vez pior, juro que não tenho maldade para tanta besteira que vi escrito no papel de significados que circulou pela sala dos professores (o papel com os significados foi escrito por uma aluna).

Sou super a favor da proibição dessas pulseiras, proibição inclusive de sua venda. A moda iniciada na Europa está causando um turbilhão nas escolas e nas ruas. Os adolescentes, já acostumados a banalizar tudo, encontraram nessas pulseiras a chance de banalizar mais uma vez o sexo. Veja bem, não sou careta, mas tenho certeza que um adolescente não está emocionalmente preparado para ter vários parceiros sexuais. Além da falta de responsabilidade próprios da idade, eles não têm consciência sólida das conseqüências que o sexo pode causar. Acreditem, eles não possuem tanta informação assim. Numa aula em que trabalhei o Gênero Carta, pedi para que escrevessem sobre a Aids e eles não sabiam bem do que se tratava, eu fiquei muito aterrorizada e compreendi que a imaturidade deles é muito maior do que pensamos.
Alguns dizem que sou radical, e posso até ser. Mas acredito fielmente que toda essa liberdade em que nossos jovens são submetidos é que faz com que tantos adolescentes se percam com filhos fora da época e com drogas. Um pouco mais de disciplina, pelo amor de Deus.

Claro, que nem todos adolescentes usam essas pulseiras para trocar experiências sexuais, mas a maioria está ai pra isso (como dizem meus alunos). Então, antes de termos adolescentes promíscuos, é melhor cortar o mal pela raiz.

Vote, você é a favor ou contra a proibição dessas “pulseiras do sexo”?

A ENQUETE ESTÁ BEM AI DO LADO!