terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Ser professor



O sonho de ser professora se mistura a diversos outros sonhos.

Não, eu não tenho dúvida que quero continuar sendo professora, que quero continuar aprendendo a ser melhor e que certamente, ainda tenho muito para aprender. Início de carreira é assim mesmo, nós temos sonhos considerados até utópicos por alguns. Para mim não, são sonhos reais, que depende de cada profissional dentro da escola, de cada governante, de cada aluno, mas é possível.

Eu adoro a minha profissão, adoro! Encho a boca para falar "sou professora"! Eu lutei muito para conseguir o meu espaço, para chegar onde estou hoje. Mas tem tantas coisas erradas nessa profissão... Eu não desanimo, isso não, mas também não deixo de sonhar em ter condições melhores, e nem deixo de botar a boca no mundo para dizer o tanto que a educação precisa melhorar.

Começando pelo salário... Os professores da rede Estadual, além de não serem valorizados, recebem um salário vergonhoso. Levando-se em consideração que o salário mínimo hoje é R$510,00, não da para imaginar que um professor recebe no mês algo em torno de R$800,00. E olha, nos trabalhamos muito, e não é apenas na escola.

Outra questão preocupante são os recursos oferecidos pela escola, recursos esses que o Estado oferece ou dispõe para cada escola Estadual. Temos que rebolar para dar uma aula criativa e diferente para nossos alunos, estamos atrelados ao mínimo de verba e recurso para proporcionar uma boa educação, contudo, somos rigorosamente avaliados, todos os anos!

E por fim, os próprios alunos, desgastados, desinteressados e sem motivos para sonhar com uma educação melhor.

Profissão linda é a do professor. A profissão em que além de educar, temos a responsabilidade de devolver a todos os alunos a vontade e necessidade de sonhar, de plantar, de colher frutos! Fazer com que cada um creia que é somente através da educação que podemos ter um mundo melhor e nos tornarmos pessoas melhores.
Para começar colegas, peço a vocês pela valorização do professor. Já que a valorização salarial ainda não veio, e talvez nem venha, então que pelo menos possamos ter a valorização social.

10 Palpites relevantes:

Lina. | 2 de fevereiro de 2010 17:29

Eu acredito que nossa classe profissional não quer o luxo nem o lixo, apenas o digno.

"Ai, quem me dera ser poeta!" (rs)


Até!

Mila | 2 de fevereiro de 2010 19:48

Que lindo, você é professora de que? *-*
Magistério não é muito a minha cara. Sou muito tímida pra isso :<

Lina | 3 de fevereiro de 2010 18:44

Guria, nuuuunca desanime, nunca!
Sua profissão é maravilhosa - sou suspeita a dizer, visto que sou filha dde professora, namoro um professor e tenho pretensão ao cargo, mas acredito que lecionar, ter a possibilidade de fazer as pessos enxergarem o mundo de outra form e terem perspectivas de vida simplesmente a coisa mais linda que há!

Abraço,
gritosquenaodei.blogspot.com

Clara | 3 de fevereiro de 2010 21:10

Oie!
Muito bonito o amor que vc tem pela sua profissão!
Bem q eu queria ser apaixonada pelo curso q fiz na faculdade dessa maneira...rs

Com certeza vc faz a diferença na vida de cada aluno seu..continue assim...

Ah, thanks pelo comentario no meu blog, vc disse bem o q uma amiga minha sempre me diz, qm não sabe o q qr hoje, provavel nao saberá amanha tbm...rss..um dia eu aprendo...assim espero!!!

bjinhos

HSLO | 3 de fevereiro de 2010 22:24

É a primeira vez que passo por aqui e confesso que gostei muito do seu blog..só de ver ao lado na listagem de boa música o nome da minha diva - Maria Bethânia, já fiquei feliz.
Gostei muito das suas postagens.


Sobre a postagem de hoje, eu sou professor e acredito que falta mas valorização por parte da sociedade e também do próprio professor, muitos tem vergonha de dizer que é professor no meio social. Eu aos 24 anos de vida...tenho o prazer de dizer: sou professor.


Vou te linkar em meu blog..


abraços


Hugo

Marcelo Mayer | 4 de fevereiro de 2010 01:08

admiro essa coragem que deixei faz tempo

Desabafando | 4 de fevereiro de 2010 11:59

Eu sei que não é uma profissão fácil pq meu pai é professor...e sempre trabalha muito em casa também, preparando provas, materiais, corrigindo...e tudo o mais.

E eu dizia a ele que nunca queria ser professora...e anos depois, depois da arquitetura, tirei licenciatura em artes...rsrsrs...acabei mordendo a língua...rsrsrs...

gostei do seu cantinho, passei pra agradecer sua visita e comentário. Volte sempre que quiser, assim podemos ir nos conhecendo.

Fê Colcerniani Justo | 4 de fevereiro de 2010 13:21

É... Apesar das dificuldades, tenho muito orgulho de ser professora! Mas quero sair do Estado... quero poder dar aulas em faculdades...

Obrigada genteee

rui | 16 de fevereiro de 2010 06:47

Estou aqui pela primeira vez e como aluno..sou um aluno crescido mas devo dizer que 70% do que atingi até hoje deve-se ao professores 15% aos meus pais e 15%
A mim proprio..o ensino pode comecar em casa..se todos os pais dizerem aos seus filhos que a escola é gratificante para sermos cultos e que os professores sao pessoas importantes na nossa vida e por isso devem ser sempre respeitados..é certo que como em todas as profissoes existem uns melhores que outros.. mas tambem é certo que todos nós alunos estamos nas aulas para aprender e em caso de duvidas pedir para que ajudem a entender naquilo que temos mais dificuldade..

tive vontade de escrever isto..
porque..achei nestas palavras que a senhora escreveu..que é por certo
uma excelente profissional..se nao o fosse nunca escreveria isto

Profissão linda é a do professor. A profissão em que além de educar, temos a responsabilidade de devolver a todos os alunos a vontade e necessidade de sonhar, de plantar, de colher frutos! Fazer com que cada um creia que é somente através da educação que podemos ter um mundo melhor e nos tornarmos pessoas melhores.

Foi isto que sempre me transmitiram
e aceitei com bastante humildade
por isso gosto de todos os professores que passaram e ainda passam na minha Vida....

fique bem e espero que seus alunos
compreendam o seu papel e de todos os professores perante a sociedade

um beijo
Rui

Priscila Carvalho | 19 de fevereiro de 2010 00:25

já estive professora (voluntária). É estressante, porém recompensador, mas não é minha praia. Me descobri Assistente Social, tô estudando pra isso...