sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

O sofrimento de forma clara!


Continuando com assuntos do coração...

Ainda consternada com a dor de outra pessoa, penso que música melhor expressa à dor de um amor perdido... Afinal, que graça tem sofrer se não for para curtir bem a dor de cotovelo com uma música bem deprê? São tantas músicas! Nesses momentos, eu só consigo pensar nas letras de Alcione e Chico Buarque. Alcione porque ela é fatalista mesmo, e suas músicas falam de muita dor, de perdas de uma forma bem trágica, exatamente como é o fim de um relacionamento (e eu adoro a Marrom). Trágico. Mas para esses momentos gosto mais de Chico Buarque. Aliás, para quem não sabe, Chico é minha paixão. Amo toda a sua obra. Acredito que ele, somente ele, soube escrever sobre o sentimento da mulher, o sentimento de dor, de uma forma tão clara e específica. Juro que o Chico disse tudo, sei que ele cantou tudo o que todo mundo que já sofreu queria expressar. Sabe quando sofremos e não encontramos palavras para expressar o tamanho da dor? Pois então, Chico encontrou todas, repare:

Chorei, chorei
Até ficar com dó de mim
E me tranquei no camarim
Tomei o calmante, o excitante
E um bocado de gim
Amaldiçoei
O dia em que te conheci...
... Não me troquei
Voltei correndo ao nosso lar
Voltei pra me certificar
Que tu nunca mais vais voltar
Vais voltar, vais voltar


(Bastidores - acho que é a que mexe mais comigo... Falar ‘’chorei até ficar com dó de mim” é algo muito lindo e impensável)


Quando olhaste bem nos olhos meus
E o teu olhar era de adeus
Juro que não acreditei, eu te estranhei
Me debrucei sobre teu corpo e duvidei
E me arrastei e te arranhei
E me agarrei nos teus cabelos
Nos teu peito, teu pijama
Nos teus pés ao pé da cama
Sem carinho, sem coberta
No tapete atrás da porta
Reclamei baixinho
Dei pra maldizer o nosso lar
Pra sujar teu nome, te humilhar
E me vingar a qualquer preço
Te adorando pelo avesso
Pra mostrar que ainda sou tua


(Atrás da porta – essa tive que colocar a letra inteira. Repare nessa dor! Repare no desespero! Como diria Elis “é uma dor... que não cabe no mundo...” Nunca vi uma dor maior e ainda continua à disposição!)


Vem, por favor não evites
Meu amor, meus convites
Minha dor, meus apelos
Vou te envolver nos cabelos
Vem perde-te em meus braços
Pelo amor de Deus...

... Eu quero te contar
Das chuvas que apanhei
Das noites que varei
No escuro a te buscar
Eu quero te mostrar
As marcas que ganhei
Nas lutas contra o rei
Nas discussões com Deus
E agora que cheguei
Eu quero a recompensa
Eu quero a prenda imensa
Dos carinhos teus


(Sem fantasia – essa é maravilhosa... Fico sem palavras com essa devoção toda. Acho maravilhoso quando fala: “nas discussões com Deus...’’ PELO AMOR DE DEUS...” e ainda tem cantado com Chico e Bethânia! Perfeito!)

Mas devo dizer que não vou lhe dar
O enorme prazer de me ver chorar
Nem vou lhe cobrar pelo seu estrago
Meu peito tão dilacerado
Aliás
Aceite uma ajuda do seu futuro amor
Pro aluguel
Devolva o Neruda que você me tomou
E nunca leu
Eu bato o portão sem fazer alarde
Eu levo a carteira de identidade
Uma saideira, muita saudade
E a leve impressão de que já vou tarde.


(Trocando em miúdos – De todos que me lembrei, acho que essa é o sentimento de maior conformidade. Não altera a dor, mas vai embora sem fazer alarde, ou seja, sem suplicar como nas outras. E tem a impressão que ainda foi tarde... Que triste. Mas o pior de tudo é pegar de volta um Neruda que não foi lido! Lindíssima!)

...E ainda tem tantas outras... Como "Pedaço de mim", "Com açucar, com afeto" etc. Mas ficaria aqui apenas postando músicas de dor! É muita dor! Qual música você acha que melhor expressa a dor do relacionamento perdido? Conta ai!

4 Palpites relevantes:

Marcelo Mayer | 5 de fevereiro de 2010 22:40

vou ler seu texto com calam. obrigado. pode sim usar meu texto. nao precisa colocar citação nenhuma de minha pessoa.
obrigado

Marcelo Mayer | 5 de fevereiro de 2010 23:18

sem fantasia é o sexo mais bem retratado em música da história humana. sem contar o medley que vem a seguir, no disco ao vivo com Bethania. belas citações.

Essência e Palavras | 6 de fevereiro de 2010 00:24

Adorei estar aqui, gostei do seu espaço.

Obrigada pela visita, pelo comentario no meu blog, te espero mais vezes.

Bom final de semana

Emmy S. | 6 de fevereiro de 2010 11:42

haha, tem razão, realmente curtir a deprê com uma música mais deprê ainda é o que há :) eu sempre desabafo com músicas e textos aleatórios, gosto de ler, escrever, colocar tuudo pra fora, seja no papel ou com alguém